Message sent! Check your Phone

portugal

portugal

Flash Mob OCP

1y ago
SOURCE  

Description

Flashmob inédito da Orquestra de Câmara Portuguesa 13jul2012 Para saudar o Espírito Beethoven e o início da nova temporada 2012/2013, a Orquestra de Câmara Portuguesa (OCP) realizou um flashmob à boleia do conhecido elétrico nº15 da Carris. Este momento musical aconteceu pela primeira vez em Portugal -- em formato flashmob sobre carris -- e pretende dar a conhecer os objetivos e os valores da OCP presentes nos seus concertos: a energia e a imaginação, a intensidade e identidade nacional que transparece dos concertos. A OCP, orquestra em residência no Centro Cultural de Belém, que comemora 5 anos de atividade, distingue-se por assumir o objetivo de se tornar numa das melhores orquestras de câmara do mundo, revelando verdadeiro espírito empreendedor e uma atitude inovadora. Não apenas pela excelência e autenticidade das suas atuações, mas também pela abordagem comercial de produtos artísticos e corporativos junto das grandes empresas, como base do seu modelo de sustentabilidade. A ação, que teve o apoio incondicional e fundamental da CARRIS, ganhou vida com a participação exclusiva do maestro Pedro Carneiro e dos músicos da OCP e decorreu durante cerca de 40 minutos, entre a zona de Algés e da Praça da Figueira. A realização do flashmob é da autoria do marketeer Helder Matta Tavares e a produção do vídeo esteve a cargo da hangout studios. Sobre a OCP A Orquestra de Câmara Portuguesa surgiu em 2007 como um projeto independente e ambicioso, que teve desde o seu início, o objetivo de aproveitar o talento nacional para a construção de uma orquestra de excelência capaz de se tornar numa das melhores orquestras de câmara do mundo. Aclamado pela crítica internacional como um dos mais originais músicos da atualidade, o maestro Pedro Carneiro assegura também a direção artística, de um excecional grupo de virtuosos instrumentistas, representantes da mais nova geração de talentos musicais. Pedro Carneiro foi premiado em 2011, com o reconhecido "Prémio Gulbenkian Arte".