felipe gonzález

felipe gonzález

Debates Brasilianas.org - Ex-Primeiro-ministro espanhol Felipe González (TV Brasil) 29.06.2015

3w ago
SOURCE  

Description

Felipe González concede entrevista exclusiva ao Brasilianas.org Ex-primeiro-ministro da Espanha e ex-secretário-geral do Partido Socialista Operário Espanhol considera crise política brasileira mais grave que crise econômica Em entrevista exclusiva ao programa Brasilianas.org, Felipe González (73) avalia que a crise econômica do Brasil não é difícil de ser solucionada. “Grave é a crise que vivemos [na União Europeia], a crise que viveu a Grécia ou a Espanha. Isso sim é grave”. Para o ex-presidente, os brasileiros deveriam se preocupar mais com a crise política, pois o momento de recessão pode ser superado com investimentos em infraestrutura via recursos privados e concessões de médio a longo prazo. O político foi presidente por 13 anos e meio, administrando o terceiro governo desde a retomada da democracia na Espanha, de 1982 a 1996. Seus governos foram marcados por políticas de modernização e universalização de serviços públicos básicos (educação, segurança social e saneamento), investimentos na industrialização e infraestrutura, via aumento da dívida pública e recursos do Fundos de Desenvolvimento da União Europeia. Durante a conversa com Luis Nassif, o pensador político fala da sua amizade com o megaempresário mexicano Carlos Slim – bastante criticada por colegas de esquerda – e da necessidade dos partidos tradicionais compreenderem e aplicarem a linguagem dos movimentos sociais conectados à internet. “Muitas dessas iniciativas [que nascem nas redes sociais] expressam um desejo de participação na coisa pública não canalizada através dos partidos”, pondera. Nessa entrevista, González aborda ainda o resgate econômico da Grécia, graças à socialização da sua dívida entre as nações da União Europeia, fazendo duras críticas aos gastos militares do país mediterrâneo, que foram poupados no lugar dos gastos sociais que sofreram cortes para a Grécia equilibrar suas dívidas. Apresentação: Luis Nassif Direção: José Pola Galé Produção: Aline Penna e Lilian Milena